Nós já sabíamos

E nessa nova onda de sociedade de controle que estamos vivendo na Internet, foi a vez do ECAD dar as caras e tentar mudar as regras do jogo. Ou melhor, colocá-las a seu próprio benefício.

Segundo o ECAD, embedar ou linkar vídeos do Youtube em blogs e sites, configura-se em execução pública de conteúdo, algo previsto na lei do direito autoral brasileira, mas equivocadamente utilizada pelo Escritório.

Daí foi um salve-se quem puder na rede: o ECAD começou a enviar cobranças para alguns blogs. Mensalidades para pagar por direitos autorais pagos pelo Youtube e liberados a partir do momento que o dono do conteúdo autoriza o embed (Incorporar). Protestos, reclamações, declarações dos próprios artistas contrários a decisão do ECAD. E hoje, 9 de março, o Youtube declarou-se contra a decisão do ECAD, embasando seus argumentos, inclusive, no contrato entre as duas entidades.

Em trecho declara:

1- Google e ECAD têm um acordo assinado, mas ele não permite nem endossa o ECAD a cobrar de terceiros por vídeos inseridos do YouTube. Em nossas negociações com o ECAD, tomamos um enorme cuidado para assegurar que nossos usuários poderiam inserir vídeos em seus sites sem interferência ou intimidação por parte do ECAD. Embora reconheçamos que o ECAD possui um papel importante na eventual cobrança de direitos de entidades comerciais, nosso acordo não permite que o ECAD busque coletar pagamentos de usuários do YouTube.

Leia o texto completo aqui:

http://youtubebrblog.blogspot.com/2012/03/sobre-execucao-de-musica-em-videos-do.html

Falo aqui o que tenho falado em rodas de amigos ultimamente: Este movimento de limitação do uso da internet, só atende os interesses que desejam continuar ganhando dinheiro da mesma antiga forma. Sejam Escritórios de Artistas, gravadoras majors, sites divulgadores onerados, ainda não compreenderam a complexidade exigida para se conseguir lucrar nessa nova forma de consumo. Que a CHANTAGEM disfarçada de proteção de direitos não está interessando nem mesmo aos principais interessados: os artistas.

Que os engravatados criem mais e cobrem menos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s